• K8Bank

Oportunidades e tendência para os meios de pagamento

Empresas de meios de pagamento ganham espaço com a revolução digital e buscam aprimorar o atendimento das demandas para os clientes, seguindo os movimentos de uma economia cada vez mais digitalizada.


A pandemia da Covid-19 se tornou um marco em relação ao crescimento da chamada transformação digital. A necessidade de continuar atendendo as pessoas durante o isolamento social fez as empresas adaptarem ou reforçarem a utilização de recursos digitais para os seus negócios. Com o grande volume de transações ocorrendo, o setor de meios de pagamento se deparou conjuntamente com o desafio de atender o crescimento do empreendedorismo digital. Outro ponto primordial nessa equação foi fornecer a melhor experiência para os consumidores.


Navegando por este cenário e apontando as oportunidades e tendências que estão surgindo, o Comitê de Pagamentos do E-Commerce Brasil apresentou um relatório trazendo o cenário e o futuro dos meios de pagamentos do e-commerce no Brasil. Essa análise apontou as principais tendências, desafios e boas práticas do setor para o primeiro semestres de 2022, com dois temas centrais:


- Pagamentos invisíveis, checkout e novas tecnologias;

- Serviços financeiros incorporados ao varejo.


Compartilhamos a seguir um breve resumo deste relatório.


Facilidade da compra com 1 clique


Os pagamentos invisíveis são aqueles que não requerem interferência do consumidor para serem realizados e crescem de forma acentuada no Brasil. Dados globais mostram que o nível de abandono do carrinho nos sites de venda é de 69%, sendo que desses, 28% são motivados pela necessidade de preenchimento de longos formulários, 19% pela falta de confiabilidade do site para o uso de cartão de crédito e 8% pela limitação nos métodos de pagamento.


Assim, a experiência do ‘pagamento com um clique’ já implementada por algumas plataformas, chega com mais força ainda no próximo semestre e em 2023. Além disso, no caso do varejo, também deve crescer a utilização de carteiras digitais e estrutura de crédito para os clientes finais.


Um dos focos é reduzir o atrito, ou seja, diminuir o máximo possível as ações e movimentos que desestimulam as compras. E a solução para isso é automatizar cada vez mais os métodos de pagamentos. Porém, com o consumidor de olho é preciso manter a ferramenta com facilidade de uso e um ponto é a transparência dos serviços. Para tal, as formas de pagamento devem ser mais fluidas, gerar segurança e confiabilidade.


Nesse cenário, o Open Banking tem a chance de transformar os pagamentos mais do que o Pix, pois como se sabe, o brasileiro é dependente de crédito, e o Pix Garantido não deixa de ser um crédito também. Além disso, no caso de quem vende, esse novo sistema permitirá que o empreendedor possa escolher a melhor alternativa para direcionar o seu serviço financeiro atrelado aos seus modelos.



O Pix e sua revolução


Mais de 70% dos vendedores hoje aceitam o Pix como meio de pagamento, sendo que atualmente são mais de 110 milhões de usuários cadastrados, e tende a crescer ainda mais.


O PixCrédito virá para ser mais um aliado nos meios de cobrança, pois terá liquidez de financiamento aos consumidores. Os vendedores também devem vender mais com mais essa opção.

O boleto continua


Apesar da praticidade do Pix, em pesquisas realizadas pela PagBrasil, constatou-se que os boletos ainda continuam sendo muito utilizados. Isso ocorre porque muitas pessoas não confiam e não entendem o funcionamento do Pix ou acham complicado e acabam usando o boleto, que já é um meio conhecido de pagamento, sendo essa uma questão cultural.


Outro motivo que fará com que o boleto não tenha fim tão cedo é o fato de permitir o pagamento posterior, o que pode envolver, inclusive, outro membro da família. Nesse sentido, não há intenção do Comitê em retirar o boleto de circulação.


Novo Crediário Digital - Buy Now Pay Later


Esse é um termo novo no Brasil, porém seu processo não. O crediário e o cartão de crédito de forma parcelada e sem juros são os princípios básicos do Buy Now Pay Later (BNPL). Aliás, só aqui no país é que existe pagamento parcelado sem juros.


Há um movimento global para a digitalização do crédito e o BNPL nada mais é do que uma análise muito rápida para proporcionar crédito no momento de instantaneidade do pagamento da transação. A procura por novos meios de pagamento digitais é mais latente entre jovens de 18 e 35 anos.

Dessa forma, o Boleto Flex é a nova aposta, pois trata de uma forma digital de pagamento, diferente do crediário de loja física que já foi utilizado anteriormente pelos consumidores mais velhos. Único desafio nesse caso são os juros que atualmente estão em alta.


Outras tendências


Há necessidade de agilidade na jornada do cliente para proporcionar fluidez na experiência de compra. Outra situação é reduzir fricção, objetivando ser a mínima possível a fim de facilitar o processo para o cliente. A forma de pagamento invisível deve ser ofertada de forma segura, fluida, sendo entregue um serviço que pode ser de crédito ao cliente, porém que seja fácil, transparente e entendível.


Outra tendência é a desintermediação de pagamentos. Na medida em que as vendas vêm ganhando maior participação no varejo, os departamentos de logística e de pagamento são duas fricções importantes no e-commerce.


Mais uma tendência citada pelo Comitê é o pagamento social commerce, uma vez que as redes sociais já fazem parte da jornada de compra do consumidor. Dessa forma, como há atrito também nesse ponto, há necessidade de desenvolver soluções para esses meios de pagamento.


Serviços financeiros incorporados ao varejo


Os bancos e as fintechs, atualmente, já atendem mais do que os serviços tradicionais de banco. Estão presentes em empresas e outras áreas, atuando de forma complementar.


O Banking as a Service (BaaS) nada mais é do que, em tradução livre, um banco como serviço. A ideia é que qualquer empresa possa, independente do ramo de atuação, oferecer produtos e serviços financeiros por meio do uso de tecnologia.


42 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo